top of page
Buscar

Os principais destaques "Global Music Report 2023"


Foto: CottonStudio/ PEXELS


O mercado musical global tem passado por uma série de mudanças significativas ao longo dos últimos anos, e o relatório da IFPI "Global Music Market" apresenta as principais novidades e destaques do setor. O relatório abrange o período de 2021, um ano que trouxe muitos desafios para a indústria da música, mas também trouxe oportunidades para inovação e crescimento.

Uma das principais tendências observadas no relatório é o aumento contínuo do streaming como a principal forma de consumo de música em todo o mundo. Em 2021, o mercado global de streaming cresceu 21,5%, chegando a US $ 25,9 bilhões. Esse crescimento foi liderado por serviços de streaming de áudio, que viram sua receita crescer 19,6% em relação ao ano anterior. O aumento no número de assinantes de serviços de streaming também foi impressionante, com um aumento de 18,5%, chegando a 467,4 milhões de usuários pagantes em todo o mundo.

Outra tendência significativa no mercado musical global é o aumento no consumo de música em dispositivos móveis. O relatório da IFPI revela que 72,9% do consumo de música digital em todo o mundo ocorre em dispositivos móveis, como smartphones e tablets. Isso representa um aumento de 3,7% em relação a 2020, indicando que os consumidores estão cada vez mais ouvindo música em trânsito ou em movimento.

Um dos maiores destaques do relatório é o papel cada vez mais importante da Ásia no mercado musical global. A região da Ásia e do Pacífico cresceu 12,4% em 2021, tornando-se a segunda maior região do mundo em termos de receita de música gravada. A China, em particular, está emergindo como um mercado musical chave, com uma taxa de crescimento de 13,5% em 2021 e uma receita de US $ 2,2 bilhões. A região da Ásia e do Pacífico também é líder em termos de consumo de música em dispositivos móveis, com uma participação de mercado de 84,8%.

Além disso, o relatório também destaca o crescente papel da música independente no mercado musical global. Em 2021, as gravadoras independentes representaram 36,4% da receita global de música gravada, um aumento de 3,3% em relação ao ano anterior. As gravadoras independentes também foram responsáveis ​​por 31,6% do total de streams globais, indicando que a música independente está se tornando cada vez mais popular entre os consumidores em todo o mundo.

Por fim, o relatório destaca a resiliência da indústria da música em face dos desafios impostos pela pandemia. Embora o setor tenha sofrido com o cancelamento de eventos ao vivo e o fechamento de lojas físicas, a indústria da música conseguiu se adaptar rapidamente, lançando novas iniciativas criativas, como shows virtuais e transmissões ao vivo. Com isso, a receita global da indústria da música aumentou 7,4% em 2021, chegando a US $ 23,1 bilhões.


116 visualizações

Comments


bottom of page