top of page
Buscar

O que buscar em uma distribuidora? O guia completo para não cair em furada

Para garantir que seu som atinja fãs é necessário investir nas distribuidoras. Além de compartilhar conteúdos musicais nas mais diversas mídias, elas também representam o artista. Por isso, é importante entender como funcionam para que você consiga tomar boas decisões durante a carreira. Nesse texto, você saberá como elas podem te oferecer o melhor serviço e dicas para não cair em armadilhas. Confira!


1. Avalie as Plataformas que eles trabalham

São muitas empresas que oferecem serviços de distribuição digital na venda de músicas no streaming. A evolução da tecnologia, trouxe uma grande oferta, mas poucas informações quanto às implicações e regras. É importante que os artistas conheçam antecipadamente quais são as plataformas mais usadas pelos usuários em preços e acessos gratuitos. Assim, é mais fácil direcionar seu trabalho de acordo com o público e ter mais alcance.


2. Procure saber sobre o gerenciamento dentro das distribuidoras

Para os assinantes, as distribuidoras possibilitam o acesso aos dados das plataformas. Dessa forma, uma banda consegue estar mais engajada em quem é seu público fiel e a evolução da divulgação das músicas. Com essas informações, é mais prático desenvolver estratégias de comunicação eficazes, organizar shows e até mesmo promover lançamentos exclusivos. Diante disso, é muito importante ter uma avaliação completa desse gerenciamento, para construir um marketing de divulgação com base nos dados de rentabilidade, alcance, número de acessos, e vendas.


3. Avalie também sobre os Royalties

O orçamento é fundamental para fazer gastos inteligentes. Por isso, estar por dentro dos planos e termos de cada distribuidora é importante para fazer um bom investimento. Certifique-se sobre os serviços, recursos, arrecadação e distribuição dos royalties que cada distribuidora oferece como:

  • Taxa anual;

  • Uma taxa fixa por álbum ou singles;

  • As porcentagens pelas vendas.

A partir desses tópicos, cabe avaliar o custo-benefício de cada distribuidora para a tomada de decisão. Vale acrescentar que cada uma possui pacotes e valores diferentes, mas aqui buscamos destacar os pontos que são importantes para a sua carreira.


4. Pesquise o portfólio das empresas

É muito importante que antes de contratar um serviço, você pesquise sobre a qualidade dos trabalhos já realizados pelas distribuidoras. Isso traz para você mais segurança e confiança para investir em uma. As recomendações de quem já utilizou e ficaram satisfeitas com o resultado, contribuem bastante para que você não tenha surpresas desagradáveis. A SHAKE MUSIC, por exemplo, é uma empresa nova no ramo e que tem um diferencial nesse ponto. Com artistas independentes e destacados, Victor Lou, artista do gênero eletrônico, recentemente se apresentou no Rock in Rio sendo destaque em um dos maiores festivais do mundo.


5. Fique atento aos prazos

Prazos fazem parte de empresas que trabalham com planejamento e por isso, é importante que você saiba como funcionam. Se atente em como trabalham na aprovação e envio dos álbuns para as plataformas, como funciona as regras se houver mudanças no álbum além do tempo necessário para divulgar seu trabalho. Para isso, o artista precisa ter em mente a organização e se programar com antecedência para que os atrasos não atropelem as fases da divulgação.

Todos esses processos fazem parte de um conjunto que deve ser bem pensado, para que seu som seja reconhecido lá fora. Portanto, se você realmente quiser conseguir mais destaque com o seu público, cabe analisar qual a melhor opção de acordo com as suas necessidades.


17 visualizações

Comments


bottom of page