top of page
Buscar

Afinal, o que realmente faz uma editora musical?




Ao longo da história da indústria da música, uma figura desempenhou um papel essencial na descoberta de talentos, na promoção de artistas e no sucesso de projetos musicais: a editora musical.


Desde os primeiros dias do fonógrafo (gramophone) até a era digital, as editoras musicais têm sido fundamentais para impulsionar a evolução e o crescimento de artistas e autores de música.


Um exemplo notável é a descoberta de Bob Dylan pela editora Leeds Music. Dylan, considerado uma das vozes mais influentes da música folk e rock, foi inicialmente contratado como compositor pela Leeds Music antes de se tornar um cantor de sucesso conhecido mundialmente.


Mas o que realmente faz uma editora musical? Abaixo, 5 funções indispensáveis:


Descoberta de Talentos:

Uma das funções primordiais da editora musical ao longo dos anos tem sido a descoberta de novos talentos. Desde os tempos em que as editoras musicais selecionavam composições para serem gravadas em cilindros fonográficos até os dias atuais de streaming, os editores estão sempre em busca de artistas promissores que possuam algo único a oferecer. Eles são os olhos e ouvidos da indústria, procurando pelo próximo grande autor.


A&R (Artists and Repertoire):

Uma das áreas centrais do trabalho da editora musical é a função conhecida como A&R (Artists and Repertoire). Isso remonta aos primeiros dias das editoras musicais, quando elas selecionavam as músicas que seriam gravadas e lançadas por artistas.


A editora trabalha em estreita colaboração com os compositores para encontrar as músicas perfeitas que se adequem ao estilo e imagem dos artistas. Eles desempenham um papel fundamental na moldagem do repertório dos artistas, oferecendo orientações criativas e garantindo que as músicas escolhidas sejam cativantes e comercialmente viáveis.


Negociação de Contratos:

Outra responsabilidade crucial da editora musical é a negociação de contratos. Ao longo dos anos, os editores têm atuado como intermediários entre os artistas, compositores e gravadoras, garantindo que todos os acordos sejam justos e benéficos para todas as partes envolvidas. Eles trabalham para obter os melhores termos contratuais, incluindo royalties, direitos autorais e licenciamento das músicas.


Sync

O sync, ou sincronização de música com imagens, desempenha um papel vital no mundo audiovisual. Editoras musicais têm um papel fundamental nessa área, pois além de negociar com produtoras de audiovisual e music supervisors, são responsáveis também por sugerir músicas para serem utilizadas em filmes, séries, comerciais e outros conteúdos audiovisuais.


Além disso, o sync também oferece uma valiosa fonte de receita para os artistas e compositores, promovendo suas músicas para novos públicos.


Songcamps

Os songcamps são eventos organizados pelas editoras musicais com o objetivo de reunir compositores, produtores e artistas para colaborações criativas intensivas. Durante essas sessões, os participantes têm a oportunidade de trabalhar em conjunto, compartilhando ideias, experiências e talentos.


Essas colaborações fortalecem a rede de talentos da editora e podem levar ao desenvolvimento de novos sucessos musicais. Os songcamps são uma forma eficaz de estimular a criatividade e impulsionar a indústria da música, proporcionando um ambiente inspirador para a criação de obras de arte sonoras.

38 visualizações

Comentarios


bottom of page